quinta-feira, 24 de dezembro de 2009

Feliz Natal e Próspero Ano Novo!

Introdução

A frase do título é uma das mais ouvidas e lidas nesta época do ano, tanto que minha idéia inicial era simplesmente deixar registrado o meu desejo de um ótimo Natal e Ano Novo aos colegas e amigos que visitam este BLOG. Bom... A proposta não mudou, mas quero compartilhar uma reflexão que fiz enquanto estruturava o texto.

“Paz na Terra e Boa Vontade Entre os Homens”

A frase acima (ou outras variações dela) é muito utilizada nas lindas mensagens natalinas que recebemos em cartões impressos ou virtuais, e foi a partir deste desejo de amor e paz entre as nações que comecei a refletir sobre como ficaram “automáticos” todos os rituais que cercam o Natal e Ano Novo.
Provavelmente nem conhecemos o motivo, mas sabemos que é época de comprar roupa nova (no caso do réveillon, tem que ser branca!), trocar presentes, preparar a ceia de Natal e enviar cartões para os colegas, amigos e contatos.
Se não estivermos passando mal depois de tanto comer ou, principalmente, beber, quando o relógio marcar meia noite, é o momento de sair abraçando e desejando “Feliz Alguma Coisa” para quem estiver por perto (mesmo que seja aquela pessoa mala que você finge não conhecer quando encontra no shopping ou supermercado).

Espírito Natalino

Já ouvi muita gente dizendo que adora esta época do ano, pois as pessoas ficam mais agradáveis, tolerantes e altruístas. Essa sensação de “mundo perfeito”, ou de “boa vontade entre os homens”, é graças ao “Espírito Natalino”.
Talvez seja por isso que há alguns anos eu observo, no mês de dezembro, um aumento no número de projetos sociais que buscam ajudar as camadas mais pobres da população. Imagino que seja uma forma de compensarmos o egoísmo (ou, no mínimo, o foco na rotina) que faz parte das nossas vidas durante quase 12 meses.
Mas o que eu acho mais interessante nas mensagens de Natal e Ano Novo são os desejos de um mundo onde reina a paz, tolerância e boa vontade. Provavelmente você deve estar perguntando aí do outro lado: “O que tem de interessante nisso?”. Bom... Vamos lá:
- Como posso desejar a paz mundial quando eu sequer consigo conviver com meu vizinho, colegas de trabalho ou até mesmo com membros da minha família?
- Como posso falar em tolerância entre as nações se no trânsito eu não posso ver uma barbeiragem que já “meto a buzinada” e xingo sem piedade o infrator?
- Como posso falar em boa vontade quando é somente nesta época do ano (ou, no máximo, somente em feriados religiosos) que eu busco me preocupar e ajudar outras pessoas?
- Como posso falar em boa vontade quando estou sempre tentando "passar a perna" no meu concorrente, vizinho, colega ou "amigo" (mesmo que isso não seja muito correto)?

“Muito Dinheiro no Bolso...” e “Próspero Ano Novo”

Pois é, este é um dos nossos principais desejos para o novo ano. Também é o que desejamos (pelo menos da boca para fora) às pessoas próximas de nós. Apesar do dinheiro e prosperidade serem coisas ótimas, será que não podemos ir além?
De certa forma, a entrada de um novo ano representa uma nova fase (pelo menos cronologicamente), por isso, o momento é propício para refletirmos, entre outras coisas, sobre:
- O que fizemos de bom e de ruim?
- O que devemos mudar e manter?
- Onde devemos melhorar?
- Conquistas e derrotas.
Ou seja, é hora de fazermos um “balanço da nossa vida” (já que raramente fazemos isso durante o ano) e entendermos o rumo que estamos dando a ela (ou, se estamos no método Zeca Pagodinho: “Deixa e vida me levar...”).

Feliz Natal e Próspero Ano Novo!

Agradeço pela sua paciência para acompanhar minha reflexão (mesmo que talvez você não concorde com ela), agora só me resta desejar um ótimo Natal para todos os amigos e colegas (virtuais ou não) que visitam este humilde espaço! Que possamos refletir sobre o real significado da data (independente de comemorá-la ou não) e que o “Espírito Natalino” possa ir além desta época do ano.
Também quero desejar que 2010 seja um ano repleto de realizações! Que possamos refletir sobre nossas vidas, aprendendo e evoluindo com os tropeços e conquistas.
Muito obrigado pelas visitas e comentários (por e-mail, pessoalmente, MSN ou no próprio BLOG)!
Um abraço,
Alessandro.
OBS.: Para quem quiser entender o significado de todas as comemorações desta época, segue alguns links interessantes:

6 comentários:

Flavia Alves disse...

Refletindo em conjunto ... concordo com você...infelizmente somos falhos e por hábito esperamos 358 dias para talvez evoluirmos como pessoa, refletir, pedir perdão, estender a mão á alguém...etc, mas mesmo assim, se nesta última semana do ano, se nos transformarmos em humanos melhores e fizermos o mais difícil que é, manter essa magia dentro de nós, mesmo morosamente, o mundo será melhor... não percamos a fé... ELE ainda acredita nós.

Beijos Alê, tudo de bom !

Sil disse...

É Ale..

Pra mim também um assunto deveras complexo... há que se fazer uma análise antes de ir seguindo tradições que nunca são questionáveis...

Minha opinião a respeito? Postei aqui:

http://pensamentosdasil.blogspot.com/2009/12/entao-feliz-aniversario.html

http://silviagt.blogspot.com/2009/12/entao-e-natal.html

Difícil... Talves dura.. mas é o que penso...

Um super beijo..
Boas Festas!!!

Meire disse...

Analisando de forma muito positiva como sempre procuro fazer com tudo na minha vida...
Apesar das decepções que já tive, ainda acredito no ser humano, pois entendo que se um dia perder a fé....
Acredito que mesmo que seja apenas neste momento, no natal, ou no ano novo que as pessoas busquem fazer o bem a alguém, procurem ser melhores, acho que o "aniversariante" já fique feliz!
As energias positivas emanadas nestas datas têm um alto poder de cura, de fazer alguém feliz!
Com certeza seria melhor que buscássemos a nossa melhora interior a cada dia, mas, já é um começo, acredito sempre!
Obrigada Ale por partilhar comigo suas reflexões.
Beijos e que a energia positiva do natal, perdure por todo o seu novo ano!
Beijos

Dézinho disse...

Realmente...estas datas são muito visadas e esperadas para fazermos tudo de bom que não fizemos o ano todo, mas por que não termos atitudes positivas no decorrer do ano?
A hipocrisia reina nesta época! Alguém que nem "olho na cara", nestas datas tenho a maior estima..."papagaiada"! Devemos amar o próximo independente do "espírito natalino", é um mandamento divino!

Parabéns novamente pelo excelente texto e nos fazer refletir sobre nossos atos!

Um grande abraço e um ótimo 2010!

Carla disse...

Ale, gostei muito da tua reflexão. Uma pena a maioria das pessoas não dar importância a coisas assim e outras falarem por falar de coisas assim, apenas nessa época.
Conhecendo-o posso afirmar que tua boa vontade está também em teus atos e lamento muito não existir tantos quantos Alessandros fossem preciso para mudar o mundo, mas fico feliz por conhecê-lo e ver que nem tudo está perdido.

Que Deus abençoe você e família todos os dias do ano por longos anos. Ótimo ano novo!

Beijos,
Pri.

Eliana disse...

Oi, Alessandro,
A reflexão é válida, pois a maioria das pessoas, vivem frenéticamente, robotizadas,em uma corrida contra o relógio, durante o ano todo,onde as pessoas estão cada vez mais se tornando materialistas, consumistas e individualistas,e os valores estão se perdendo.Poderia ser diferente, mas ainda bem que existem essas épocas, para as pessoas refletirem, faserem projetos sociais, e etc...

Related Posts with Thumbnails